Música eletrônica 80’s e os computadores


John carpenter’s Assault on Precinct 13 — Bomb the Bass’ Megablast and Xenon 2 Atari ST

Eu era um jovem que programava em BASIC no MSX. E também adorava música. Música eletrônica.

Na época que LP era presente de Natal, por conta do preço, eu ganhei o House & Remix Internacional. O 3 em 1 velho lá de casa já tocava sozinho o disco.

Capa do disco House Remix Internacional
Kon Kan, Noel, Pajama Party, Erasure, Depeche Mode e Ten City.

E detalhe: o esquema era levar um colchão pra sala, colocar uma caixa de som de cada lado da cabeça e colocar o volume no máximo possível que não causasse distorção. HeadPobre.

Como disco era artigo de luxo, o esquema no bairro era cada um pedir um diferente do outro pra poder rolar troca depois.

Então eu escutei Sigue Sigue Sputnik, Kraftwerk, mais Kraftwerk, … e… Bomb the Bass. Mais especificamente o Into the Dragon.

Sigue Sigue Sputnik, MSX, Atari, tudo de bom...

Sigue Sigue Sputnik, MSX, Atari, tudo de bom…

Cara, o que era aquele disco… e a capa? Animal… (aliás, o que mais gosto de LP é que as capas são grandes e eram bem desenhadas… quase uma segunda obra de arte).

Aí o avô do marquim trouxe um rádio portátil com CD do Japão! Não saia da casa dele mais. A gente ia na locadora de CD da cidade de bicicleta (e deixava no estacionamento cheio de carro importado e caro), e alugava de tudo. O principal era a série Bolero Mix que ia do 1 até o infinito.

Mas certo dia chegou lá o CD Unknown Territory do Bomb the Bass. Lembro que, na época, não achei tão legal quanto o Into The Dragon, mas mesmo assim gravei e escutei até ‘gastar’.

… anos depois …

Os CD players se popularizaram um pouco mais e a locadora de CD estava passando por dificuldades financeiras. Resolveu se desfazer do acervo ‘catálogo’ deles e ficar só com os ‘lançamentos’.

Cheguei lá e, por cima do balaio, estava o Unknown Territory. Não lembro quanto paguei, mas acho que não foi mais que o valor de 2 passagens de ônibus (circular).

O encarte desse CD está comigo até hoje. Ela tem dois índios brasileiros. O CD foi roubado junto com outras ‘raridades’ que eu tinha. Eu tenho os MP3 do CD pra escutar mas ainda hoje tenho vontade de recomprar esse CD.

O vídeo? A trilha sonora desse filme forneceu a ‘baseline’ do hit Megablast (Into the Dragon), música usada no jogo Xenon 2 Megablast que eu vi rodando num Amiga depois de muito tempo.

O link do vídeo chegou pelas mãos do @eduardomacan.

Publicado por

Osvaldo Santana

Desenvolvedor Python e Django, Empreendedor, dono de uma motocicleta esportiva, hobbysta de eletrônica, fã de automobilismo e corinthiano