Como aprender inglês sozinho (self-taught)

Eu adoro aprender coisas novas, mas eu gosto de ter o controle sobre o meu aprendizado. Não tenho preguiça de ler nem de ouvir os ensinamentos, mas gosto de poder escolher quando, como e quais deles ouvir.

Como quase todo mundo eu também tenho preferência em aprender as coisas que eu gosto mais e não gosto de “perder tempo” aprendendo coisas que eu não gosto. Eu coloquei “perder tempo” entre aspas porque acredito que “perder tempo” e “aprender” são dois conceitos que dificilmente andam junto (ou ao menos não deveriam andar junto).

Pois bem, eu disse tudo isso porque eu não gosto de aprender idiomas. Não importa qual seja. Odiei aprender português enquanto estava na escola e não me esforcei em nada para aprender inglês nas escolas por onde passei (maioria de escolas públicas). Deixei muitos professores revoltados com o fato de que eu não prestava atenção à nenhuma aula e ainda assim conseguia boas notas. Mal sabiam eles que eu estudava a matéria que cairia nas provas. Só que do meu jeito e quando eu queria.

Já comecei uns 10 cursos de inglês e até aprendi um pouco neles mas depois do segundo ou terceiro mês eu já estava desanimado e desestimulado a continuar. Isso acontece porque eu estou tendo que aprender algo que eu não gosto nas horas que os cursos determinavam e do jeito que eles queriam. Desse jeito não rola.

Mas e aí? Eu preciso saber inglês no meu trabalho. E muito. Como eu faço pra aprender inglês? Decidi fazer um auto-aprendizado de inglês. E a minha professora seria a a vida offline e online.

Mas eu não sabia nem por onde começar até que descobri o “poder dos blogs“, dos podcastings e até mesmo dos antigos métodos que usam música e filmes. Coletei alguns deles que listo abaixo e adquiri 3 livros essenciais para o aprendizado do idioma.

BBC-Logo

TV

Assista o noticiário da BBC. Os apresentadores britânicos tem uma dicção melhor e falam mais devagar. É bem melhor para iniciantes do que a CNN 🙂

Internet / Aplicativos

A Internet e os smartphones disponibilizam diversas ferramentas de apoio aos estudantes de vários idiomas. Fiz uma pequena seleção dos que mais gosto. Se você tiver outras sugestões envie através dos comentários.

Duolingo

duolingoEsse aplicativo precisava ter sido inventado antes. Ele é fantástico. Transforma o estudo de inglês em um tipo de partida de “casual game” onde você vai passando de fase, ganhando prêmios (virtuais) conforme aprende um idioma.

Estudei inglês com ele mas existem outros idiomas. E o melhor: totalmente gratuito (não tem nem que comprar créditos de nada).

Esse projeto foi criado por um ex-funcionário do Google que usa o imenso contingente de pessoas que jogam o Duolingo para alimentar com dados sistemas computacionais que fazem traduções de documentos.

English Experts

Fornece um fórum com muitos usuários que podem te ajudar com diversos problemas. Funciona em um modelo de perguntas e respostas que vai premiando os participantes mais ativos.

Tecla SAP

Com um enfoque mais divertido e com histórias engraçadas de pessoas que se deram mal por não saberem inglês é outra boa dica para quem está aprendendo inglês.

Infelizmente os feeds não funcionam muito bem e não são completos.

English as a Second Language Podcast

O mais bem produzido dos podcasts que avaliei é gratuito (exceto se você quiser adquirir o material auxiliar) e tem conversas usadas no dia-a-dia das pessoas seguido de explicações sobre o diálogo.

Livros

Os livros que apresento aqui são ferramentas de apoio e consulta nos seus estudos. Nenhum deles ensina inglês mas todos darão suporte aos seus esforços de aprender.

Oxford Dictionary of Englishoxford-dict

Um dicionário Inglês/Inglês é essencial. Eu sei que é algo caro mas, acredite, eu já comprei um “Michaelis” e considero o dinheiro gasto com ele perdido. A diferença da qualidade do dicionário Oxford e a sua utilidade justificam o gasto extra.

Pense também que esse dicionário lhe servirá por toda a vida e que com essas dicas que estou dando você já está economizando bastante dinheiro.

Oxford Phrasal Verbs

Eu ainda não tenho esse e por essa razão tenho que ficar emprestando o de um companheiro de trabalho. O número de variantes de phrasal verbs é tão grande que merece um dicionário exclusivo para tratar deles. Phrasal Verbs são aquelas expressões compostas de verbo+advérbio ou verbo+preposição tipo: “break down”, “blow up”, “check in”, etc.

Inglês + Fácil Gramática

Essa é uma gramática de consulta rápida. Serve para tirar dúvidas esporádicas sobre gramática. A aquisição deste livro é opcional. É um dos que menos uso apesar de já ter me ajudado algumas vezes.

Longman Dicionário Escolar Inglês/Português-Português/Inglês

Esse dicionário não é muito completo mas o “conjunto da obra” torna-o excelente para aqueles que estão aprendendo inglês agora.

O dicionário português/inglês é extremamente útil para enriquecer nosso vocabulário, os verbetes são fartamente ilustrados, o CD-ROM é prático, os ‘boxes’ explicativos para expressões e gírias são fantásticos e o preço é excelente.

Não deve ser o único dicionário em sua casa, mas é um bom começo. Aqui em casa meu filho usa o tempo todo.

Hábitos Saudáveis

Além do material indicado acima eu pratico alguns hábitos saudáveis para aperfeiçoar meus conhecimentos em inglês.

Filmes

Gosto muito de cinema e tenho o hábito de ver o mesmo filme várias vezes (se o filme for bom, é claro). Quando precisei aprender inglês passei a rever os filmes com a legenda em inglês.

O áudio e a legenda não são iguais mas as palavras principais estão lá. Como eu já conheço a história (assisti com legenda em português antes) o cérebro passa a assimilar o som das palavras (reforçado pela legenda). Se o filme for realmente bom eu ainda tento assistir mais uma vez sem nenhuma legenda.

Músicas

Escute muito à músicas em inglês e, quando se sentir confortável, cante (mesmo no “embromation”) essas músicas.

Depois procure a letra da música na internet (Google: nome-da-música lyrics) e tente cantar lendo a letra. É impressionante a quantidade de coisas que a gente achava que estava certo e não estavam.

Traduzir a música pode ser interessante e buscar o significado dela melhor ainda.

Outros

  • No seu computador: instale tudo em inglês.
  • Participe de grupos de bate-papo em inglês na internet ou em sua cidade. Em cidades maiores é fácil encontrar um grupo desses.

Pratique

Não tenha medo ou vergonha de se expressar em inglês mesmo que você ainda não esteja fluente. Lembre-se que o teu interlocutor não deve saber nada de português também 😀 O máximo que pode acontecer é você ser corrigido e aprender um pouco mais (só um babaca te zoaria por falar errado).

Mais do que ter esse material terei que ter uma grande disciplina para dedicar tempo necessário para estudar.

Atualização: esse artigo foi praticamente reescrito no dia 2/7/2014.

Gostou desse artigo?

Assine a minha newsletter quinzenal e receba artigos sobre Programação, Python, Django, carreira e empreendedorismo.

[mc4wp_form]

Publicado por

Osvaldo Santana

Desenvolvedor Python e Django, Empreendedor, dono de uma motocicleta esportiva, hobbysta de eletrônica, fã de automobilismo e corinthiano